qua. ago 10th, 2022

Reflexão sobre os 30 anos de Japão

Em 2020, completa-se 114 anos da imigração japonesa no Brasil e 30 anos da alteração na Lei de Imigração japonesa que deu início à formação da comunidade brasileira no Japão.

No começo éramos todos funcionários efetivos. A migração de brasileiros descendentes de japoneses havia começado timidamente no final da década de 1980.

Os que vieram naquela época, tiveram saldos super positivos e fizeram a fama de que trabalhar no Japão era a solução para o enriquecimento rápido e certeiro. Resultou em movimento dekassegui dos anos 90 onde em apenas 5 anos, em 1995 somava quase 150.000 pessoas em todo o Japão. E assim foi crescendo até chegar a alcançar cerca de 365.000 pessoas somente de brasileiros, um pouco antes do estouro da bolha econômica chamada de Leahman Shock que aconteceu em outubro de 2008.

Poucos sabem ou lembram que a liberação oficial de vistos para descendentes e cônjuges de formato atual começou em 1o. de junho de 1991 e que naquela época todos os contratos de empregos no Japão eram diretos, efetivos e sem empreiteiras. O sistema de emprego via empreiteira começou em 1993 para cá onde não mais parou de crescer. Sim, nos 2 anos iniciais do movimento dekassegui da decada de 90, todos éramos contratados como funcionários com todos os direitos e deveres de efetivos.

De início, o governo japonês imaginava que a presença verde-amarela seria temporária e, por isso, não se preparou para a permanência dos brasileiros. Três décadas se passaram e não há, ainda, um programa político imigratório adequado. No mercado de trabalho, que foi o que trouxe os dekasseguis para cá, a grande maioria das vagas se resume à desgastante rotina de fábrica. Sem qualidade de vida, sem perspectivas de melhoria e, muitas vezes, sem ter o que vislumbrar para o futuro.
O Projeto Integra tem como missão apresentar oportunidades diferenciadas de trabalho, que estão ao alcance dos brasileiros, com contratação direta e efetiva (Seishain), remunerações e benefícios mais vantajosos e possibilidades reais de aumento gradativo de salário. Muito além do trabalho, assim promove-se, também, a integração à sociedade japonesa.

Além de orientação profissional, o Projeto Integra também encaminha o trabalhador para a qualificação necessária a algumas atividades específicas, conhecimentos que podem se tornar um diferencial em seu currículo.
É um planejamento que visa ampliar o leque de oportunidades e poder oferecer a estabilidade necessária para renovar as perspectivas e poder planejar o futuro.

Te ajudamos a encontrar as estratégias que podem te impulsionar para atingir seus objetivos.

Orientação gratuita de vida e carreira no Japão.

Fique por dentro!

Seja informado sobre novos artigos.

Veja mais:

Artigos

Atualidades Japão – Agosto 2022

Em primeiro lugar, vi um artigo no noticiário em julho de que a CyberAgent aumentará o salário inicial para novos graduados que ingressarem na empresa na primavera de 2023 para 420.000 ienes. Eu estava interessado em saber que tipo de trabalho poderia pagar um salário tão alto aos recém-formados e, quando olhei para o esquema de recrutamento de novos formandos no site, fiquei convencido. Parece que consigo 420.000 ienes/mês, mas incluía uma taxa fixa de horas extras de cerca de 170.000 ienes por 80 horas por mês (trabalho extra de cerca de 4 horas por dia). Sem incluir horas extras, eram 250.000 ienes/mês, então não era tão alto. Se você

Artigos

Qualificação de Kaigo com a Hello Work! Quais são os benefícios e o fluxo de aquisição?

Como obter uma qualificação de cuidados de longo prazo [Kaigo] com o Hello Work Para se qualificar para o Hello Work, você precisa receber o treinamento inicial no Hello Work. Isso é chamado de “Hello Training”. Existem dois tipos de formação, “formação profissional pública (formação para a rotatividade)” e “formação para candidatos a emprego”, dependendo se recebe ou não seguro de emprego. Obtido por meio de treinamento vocacional público O que é a formação profissional pública?  O treinamento vocacional público é um treinamento para candidatos a emprego que recebem seguro de emprego e também é chamado de treinamento de rotatividade. Você pode fazer este curso gratuitamente (você é responsável pelo custo

Deseja receber orientação gratuita?

Orientação de vida e carreira no Japão!